23 de julho de 2010

"estupro por meio de engano"

Essa é nova.

Notícia de ontem no Guardian:

Sabbar Kashur, 30, foi sentenciado a 18 meses de prisão na segunda-feira depois que o tribunal julgou-o culpado por estupro por meio de engano. De acordo com a queixa feita por uma mulher no tribunal distrital de Jerusalém, os dois se encontraram no centro de Jerusalem em setembro de 2008 onde Kashur, um árabe de Jerusalém oriental, apresentou-se como um judeu solteiro em busca de uma relacionamento sério. Os dois então praticaram sexo consensual em um prédio próximo antes que Kashur fosse embora.


_____


Você acha que a condenação foi:

(a) justa.
(b) injusta.
(c) o justo e o injusto são categorias morais e, portanto, relativas aos contextos culturais em que foram forjadas.

3 comentários:

carlos roberto disse...

Danilo,

Se foi consensual, tudo Ok.

Ou a moça só queria sexo se o rapaz fosse judeu? Aí é preconceito. Ela gostou da aparencia

Carlos Roberto

dNap disse...

Foi consensual. Os juízes acharam que ele usou de meio ilícito (deception) para obter o sexo.

Os relacionamentos amorosos entre israelenses e palestinos são raros, diz o Guardian.

Désir La Vie disse...

Pelo menos estupro como nós entendemos - ato sexual não consentido - não foi.

Porém, contudo, entretanto...Etimologicamente falando, a palavra 'stuprum' diz respeito a qualquer relação sexual considerada indevida...
Daí que o indevido se encaixa bem na opção 'C'

____
Ah, e isso me lembrou uma piadinha ridícula que ouvi faz aaaanos:

A juíza pergunta para a prostituta:
- Quando você percebeu que havia sido estuprada?

A prostituta, secando o choro, diz:
- Quando o cheque voltou


(precisava colocá-la. e tenho certeza que vc está rindo)

De onde você vem?