7 de agosto de 2007

A redenção

Está previsto para amanhã o lançamento da Endeavour, em mais uma missão destinada a continuar a construção da estação espacial internacional. Mas a missão vem ganhando um interesse midiático cujo foco passa longe da ISS e reúne as paixões humanas pelo drama e pela redenção.

Uma professora de ofício está entre os sete astronautas selecionados para a missão: trata-se de Barbara Morgan, 55 anos, 22 deles esperando para embarcar num ônibus espacial. Não são novas as intenções da NASA em enviar um professor de high school para o espaço em troca de atenção e promoção ao programa espacial. E é aí que se desenrola um final típico de filmes com trilha sonora de James Horner: Morgan era a "reserva" de Christa McAuliffe, a infortunada professora que morreu no desastre da Challenger, em 1986.

Um vídeo é particularmente interessante e, por assim dizer, doloroso. Ele mostra o lançamento e posterior tragédia da Challenger sendo observados justamente por Morgan. Há inúmeros vídeos sobre a Challenger no Youtube, incluindo aquele clássico e chocante flagrante da família de Christa reagindo à desintegração da nave. Mas este é o que resume melhor a situação de amanhã. Atenção para alguns detalhes tristes: primeiro, Morgan dizendo, no início do lançamento, "bye Christa, bye crew"; notem, mais adiante, que logo depois do centro de controle ordenar que a Challenger suba uma marcha ("go with throttle up") há uma empolgação inicial de Morgan, que logo se transforma em desespero. É o momento em que o ônibus espacial explode espetacularmente. Ninguém entendeu, de imediato, o que estava se passando.



Que o final dessa história seja mesmo uma redenção, dessas lacrimosas, dirigida por James Cameron, com trilha de James Horner a acompanhar uma tremulante bandeira norte-americana e o diabo a quatro. Até mesmo isso seria melhor do que outra tragédia espacial.

4 comentários:

vanessa disse...

Animal!
Mas viu, essa moça é a mesmíssima professora que irá para a estação???
Hahahahahaha...coisa de filme mesmo!

vanessa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Danilo Albergaria disse...

É sim, a mesmíssima pessoa!

Coisas de filme acontecem na vida "real"...

Sasqua disse...

Será que um dia vou poder ir também? Podiam mandar professores brasileiros, tipo para mostrar como a NASA e a ESA se importam com a nossa participação no projeto, huahuahua .

Uau, Sherpa. Toda vez que assisto o video da Challenger me dá uma angustia desgraçada. Mas esse é foda. Ver a empolgação se transformar em desespero de forma tão crua é agonizante. Algo que mexe com os nervos. Enquanto a camera fica lá, estática e Morgan sai de cena, o que dá pra fazer senão prender a respiração e imaginar o desastre cujas imagens estamos exaustos de ver por aí?

De onde você vem?