9 de abril de 2009

Lapidar

Hoje, a transmissão do futebol da Globo foi, digamos, profunda:

"O Palmeiras está sendo pressionado. Mas a pressão do Sport é apenas subjetiva"
Caio Ribeiro, boleiro com sotaque de automobilista, comentarista e filósofo pós-moderno


Frequentadores e demais transeuntes desse blog, favor arranjar nos comentários uma explicação para o que vem a ser uma pressão subjetiva no futebol.

2 comentários:

Désir La Vie disse...

Aquele Caio, com aquele sotaque de automobilista passa uma impressão de 'cara que sabe o que diz'...Taí uma pérola.

Pensei automaticamente: Meu Senhor, o que seria uma pressão subjetiva, no futebol?
Só tive uma conclusão:
Na verdade ele pretendia dizer que a 'pressão do Sport não estava sendo nada OBJETIVA'.

Ai, ai, ai
Depois de termos o excelentíssimo e insuportável Galvão como narrador de alguns jogos chaves, ainda temos que aturar o Caio Ribeiro fazendo comentários...

Dai-me forças!
Por isso que prefiro meu WOW.

Trip disse...

Opa, WOW tb :-)

Bem, como "pressão subjetiva" poderia entender:
1) Só algumas pessoas entenderiam este tipo de pressão como uma pressão real (por exemplo, com o domínio total de bola no meio de campo, sem realmente ameaçar o adversário).
2) A pressão ocorria em apenas "um sujeito", ou seja, alguém do time do Palmeiras, que seja peça fundamental, estava sendo pressionado.
3) Apesar de, durante o jogo, o Sport estar pressionando, o Palmeiras possuía uma vantagem expressiva, o que tornaria esta pressão "subjetiva".

Ou sei lá, vai fer ele é igual ao Vanutti e apenas tinha "enchido a cara" antes de narrar o jogo hehehe

Abraços.

De onde você vem?