14 de junho de 2007

Más adentro

Me deu vontade de assistir, mais ou vez, Mar Adentro.

Como pode alguém não chorar com esse filme?

Não estou falando da tetraplegia, a trágica situação de Ramón Sampedro.

Falo da coragem e do impulso, do sangue fervilhando nas veias, da vontade de voar, e depois mergulhar, no mar, na mulher. Mar adentro. Más adentro, más adentro.

Mar adentro, mar adentro
y en la engravedad del fondo
donde se cumplen los sueños
se juntan dos vonluntades
para cumplir un deseo
tu mirada y mi mirada
como un eco, repitiendo
sin palabras:
más adentro, más adentro
hasta más allá del todo
por lo sangre y por los huesos
pero me despierto siempre
y siempre quiero estar muerto
para seguir com mi boca
enredada en tus cabellos

Mar adentro, mar adentro
e na leveza do fundo
onde se realizam os sonhos
se juntam duas vontades
para realizar um desejo
seu olhar e meu olhar
como um eco, repetindo
sem palavras:
mais adentro, mais adentro
até mais além de tudo
pelo sangue e pelos ossos
mas eu acordo sempre
e sempre quero estar morto
para continuar com minha boca
enredada em seus cabelos

É um filme sobre o sonho disso tudo.

5 comentários:

Aline disse...

Manjei... DEMAIS, mesmo!
=)

Speeder_76 disse...

Tive um professor que conheceu pessoalmente o Ramon Sanpedro. Ele disse que a razão pelo qual ele queria matar-se era porque "era uma cabeça ligada a um cadáver". E 30 anos vivendo assim não é para qualquer um.

E na altura em que morreu (Fevereiro de 1998) estava nos Cuidados Intensivos de um hosptal, lutando pela vida. Quando soube da noticia, achei que por um lado, ele se tinha libertado de um fardo insuportável. Mas pelo outro, senti que era o equivalente a desistir, e na altura, para mim não era exemplo.

Gabriela Giannetti Zilio disse...

Este filme é simplismente MARAVILHOSO !!!! O conflito em que o personagem vive é algo terrível, pq ao mesmo tempo que é dono de seu corpo e mente não pode fazer deles o que quiser e depende de terceiros para que seus desejos possam ser realizados, deixando-o cada vez mais preso a sua nova situação, a de um tetraplégico. Mas a vontade de realizá-los é muito maior do que qualquer obstáculo... fazendo dele uma pessoa heróica, pois consegue viver em busca de seus prazeres e vontades sem desistir e deixar que opiniões alheias o atrapalhasse .... MARAVILHOSO

vanessa disse...

Sede de vida e um grande desespero para senti-la...
Salvo sua imaginação que o permite voar...Seu corpo resignado não responde aos seus impulsos e desejos mais profundos...
Triste, muito triste...

MO disse...

Nos faz refletir. É belo!

De onde você vem?